Arquivos Diário 31 de julho de 2019

Prefeitura de Natal convoca 24 professores e anuncia novo concurso para cargos efetivos

Número de vagas e prazos para o novo certame ainda não foram divulgados pela Secretaria de Educação.

A Prefeitura de Natal convocou 24 candidatos aprovados em concurso público para cargos de professor do quadro efetivo do município e anunciou a abertura de um novo edital, porém sem informar o número de vagas e prazos. Segundo a Secretaria de Educação, o novo certame aguarda o andamento do processo de conclusão do edital, que atualmente tramita nas pastas responsáveis.

De acordo com o Executivo, os convocados no Diário Oficial desta segunda-feira (29) foram os últimos candidatos aprovados no concurso público de 2015 (Edital nº 24/15 – SME), prorrogado pela Portaria nº 1375/2017, DOM de 31 de julho de 2017.

Foram nomeados dois professores de Português, dois de Língua Ing...

Leia Mais

TCE-RN determina demissão de comissionados e concurso na Câmara de São José de Mipibu

Auditoria apontou que, de 54 servidores no legislativo municipal, apenas um era efetivo. Conselheiros seguiram voto do relator e deram prazo de 180 dias para providências.

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE/RN) determinou que a Câmara de Vereadores de São José do Mipibu exonere servidores comissionados e realize um concurso público para efetivos, em um prazo de 180 dias.

Segundo a Corte, a medida tem como objetivo o redimensionamento da quantidade de servidores. Uma auditoria realizada pela Diretoria de Despesa de Pessoal do TCE identificou que, em janeiro deste ano, 95% dos servidores da Câmara de Vereadores ocupavam cargos em comissão – que são preenchidos sem concurso...

Leia Mais

Cidadania e Educação são ministérios mais afetados por novos cortes

Da Agência Brasil

Os Ministérios da Cidadania, da Educação e da Economia serão as pastas mais afetadas pelo novo contingenciamento (bloqueio de verbas) de R$ 1,443 bilhãoanunciado na semana passada. A distribuição dos cortes consta de decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União na noite desta terça-feira.

Pela legislação, o governo teria até hoje (30) para editar um decreto definindo os novos limites de gastos por ministérios e órgãos. A pasta mais afetada foi a da Cidadania, que perdeu R$ 619,2 milhões. Em segundo lugar, vem o Ministério da Educação, com R$ 348,5 milhões bloqueados. Em terceiro, está o Ministério da Economia, com R$ 282,6 milhões retidos.

Em quarto lugar na lista, o Ministério do Turismo teve R$ 100 milhões bloqueado...

Leia Mais