Arquivos Diário 6 de setembro de 2019

Quem será o candidato do MDB em Guamaré para 2020? . . . o atual prefeito Adriano ou o líder político Hélio?

Foto: Adriano atual prefeito é Helio ex prefeito 

 Será cedo ou tarde para falar em candidaturas?, Quem será o candidato do MBD?, Muitas perguntas pairam pelo ar em Guamaré, o certo é que ninguém sabe as respostas, pelo menos por enquanto.

O prefeito Adriano Diógenes vem administrando a cidade e fazendo seu papel de gestor, mais já tem aliados que defendem a sua reeleição com unhas e dentes, por outro lado, o ex prefeito Hélio vem demarcando campo, visitando aliados é reforçando suas bases.

Nesse meio tempo  a oposição torce para um provável racha no grupo, onde teria chance real da retomada do poder. Já que o grupo unido a chance da oposição ficaria remotas.

muitas águas ainda há de rolar por baixo dessa ponte. 

Leia Mais

Governo do RN abre seleção de bolsistas de nível superior com remuneração de R$ 2,5 mil

Serão disponibilizadas 13 bolsas, com carga horária de 30h semanais e validade de 12 meses, podendo ser renovado por igual período.

O Governo do Rio Grande do Norte abriu seleção para técnicos de nível superior com remuneração de R$ 2,5 mil. Os profissionais serão escolhidos através de processo seletivo simplificado e vão atuar no projeto de pesquisa Inovação na Gestão do Sistema Único de Assistência Social no Estado do RN (SUAS).

Poderão participar da seleção profissionais graduados nos seguintes cursos: Serviço Social, Psicologia, Pedagogia, Antropologia, Ciências Sociais (Sociologia e Ciências Políticas), Direito e Administração Pública ou de Empresas.

Os selecionados vão atuar como pesquisadores-bolsistas...

Leia Mais

Ipem interdita 42 bombas de combustíveis após fiscalização no interior do RN

Cerca de 300 bombas foram fiscalizadas durante a ação, que aconteceu na região Oeste e no Vale do Açu.

O Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem) interditou 42 bombas de combustíveis após uma fiscalização que aconteceu durante o mês de agosto no interior do estado. A ação aconteceu em municípios das regiões Oeste e Valo do Açu. Cerca de 300 bombas foram fiscalizadas.

O motivo das interdições, segundo o Ipem, foi o mesmo: diferenças na vazão de combustível para o consumidor. De acordo com diretor-geral do Instituto, Theodorico Bezerra Netto, foram detectadas diversas irregularidades e inconsistências nas bombas verificadas.

“Encontramos 80 irregularidades nos postos fiscalizados, e um grande um número de um problema mais grave, que é a diferença na va...

Leia Mais