Em entrevista ao programa Verão TCM,ator Marcos Ferian fala sobre carreira e projetos para 2014

marcos1 [640x480]

Durante sua visita ao Lajedo do Rosário na cidade de Felipe Guerra,região Oeste do Rio Grande do Norte no último dia 7 deste mês, o ator Marcos Ferian concedeu entrevista exclusiva ao programa Verão TCM da TV cabo Mossoró que será exibido hoje à noite  às 20h30.

Na entrevista exclusiva concedida a apresentadora Bianca Costa ,o ator Marcos Ferian fala de sua carreira na tv e nos palcos,destacando principalmente o papel do personagem Guto,vivido por ele na novela Rebelde da Rede Record e que lhe projetou nacionalmente numa carreira brilhante.

 marcos [640x480]

Convidado do colunista e blogueiro Salomão Medeiros,ele veio a cidade de Felipe Guerra para sessão de fotos que será publicada na edição de lançamento da revista Abellhudo com lançamento no dia 1 de Fevereiro de 2014 em sessão de autógrafos pelo ator Marcos Ferian.

Na cidade que já foi batizada com o nome de Felipe Guerra, há mais de 50 anos, o município foi dado como nome Pedra de Abelhas,segundo historiadores em homenagem uma pedra que em determinadas épocas do ano,as abelhas faziam mel e jorrava na pedra que deu origem jorrando por um bom período.

O ex-intérprete do personagem Guto na novela Rebelde (Record),Marcos Ferian enalteceu as belezas naturais da pequena cidade de pouco mais de 5.700 habitantes,após uma pausa na peça infantil  “O Rei do Lixo”, que esteve em cartaz no Teatro dos Grandes Atores, na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro.

 marcos2 [640x480]

Como protagonista Pitu, Marcos Ferian interpretou um menino catador de lixo que faz amizade com uma Garrafa de sidra, um balde de plástico e uma caixa de papelão e juntos, os inusitados personagens partem em uma lúdica jornada em busca da realização de seus sonhos.

Já em sua visita a caverna do Crote,localizado no Lajedo do Rosário,Marcos Ferian ficou impressionado com a dimensão da quantidade de cavernas existentes em Felipe Guerra,entre elas a caverna do Trapiá,já catalogada como a maior caverna do Rio Grande do Norte  com uma descida de 18 metros de altura em sua entrada e medindo 2.330 metros de cumprimentos.

O lajedo do rosário têm aproximadamente cinco quilômetros ao quadrado e desde o ano de 1995 está em fase de pesquisas por pesquisadores e especialistas em geologia, mineração, atraindo a atenção de fotógrafos, universitários e artistas.

 “Felipe Guerra é uma cidade de belezas únicas e o Brasil precisa descobrir todos esses encantos existentes lá na antiga Pedra de Abelhas”, afirmou acrescentando “Pensei quando recebi o convite para visitar Felipe Guerra que fosse como mais uma simples cidade em que estou acostumado a ver em outros estados do Brasil quando estou fora dos palcos”, ressaltou ele.

Fora essa maior concentração de cavernas, a cidade de Felipe Guerra possui um imenso potencial turístico como a Cachoeira do Roncador que no período de inverno tem uma das maiores quedas d’águas do Rio Grande do Norte, além de olhos d’águas, piscinas naturais, culinária típica do pirão de banana verde com galinha caipira

Fonte: revista100fronteiras.com.br

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*