EXPORTAÇÕES DO RIO GRANDE DO NORTE CRESCEM 1,4%

balanaço

Limitado pela fraca produção agrícola em mais um ano de seca, o Rio Grande do Norte exportou no ano passado  251,3 milhões de dólares, crescimento de apenas 1,4% em relação a 2013, segundo dados  sistematizados ontem pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias (Fiern). O comércio externo foi salvo pelos minérios, que tiveram aumento significativo. As exportações de sal marinho atingiram 797,9 mil toneladas e um faturamento de US$ 19 milhões, aumento de 199,9% em relação ao ano anterior. Mármores e travertinos foram quase 12 mil toneladas e aumento de 305% em relação a 2013.

Apesar da seca, o principal produto da pauta de exportações foi o melão, produzido em áreas irrigadas da região Oeste. Foram 84,4 mil toneladas e US$ 60 milhões. Em segundo lugar vêm os tecidos de algodão, a castanha de caju, o sal, as chapas plásticas, peixes, balas e bombons e tungstênio. Juntos, esse produtos representaram US$ 173,1 milhões,  equivalentes a 68,8% do valor exportado.

Os números da Fiern mostram que produtos tradicionais, como banana, lagosta, camarão, açúcar, balas e bombons tiveram queda no volume exportado. Balas e bombons, que fizeram a Simas Industrial uma das principais exportadoras do RN, tiveram queda de 40,3%; banana (-42%), Lagosta (-25,2%), camarão (-12%).

Entre os produtos da pauta de exportação, tiveram crescimentos expressivos tecidos de algodão (126%, em 2014 na comparação com o ano anterior), sal (199%, 2014 em relação a 2013) e chapas plásticas (40%, no ano passado em comparação com 2013). O sal apresentou em 2014 o maior valor já registrado em suas exportações em um ano e 797,9 mil toneladas. As exportações de minérios de tungstênio também tiveram um crescimento significativo, com uma expansão anual de 95%. Os principais destinos das exportações potiguares são a União Europeia, Holanda, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Itália, Portugal e França.

TN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*