GALENO TORQUATO FALA EM SER O CANDIDATO CONTRA RICARDO MOTA

Embora em recesso, os deputados estaduais do Rio Grande do Norte vivem um clima de expectativa com a aproximação da eleição da Mesa Diretora da Assembleia. O atual presidente Ricardo Motta (PROS) articula a reeleição e conquistou apoios na base aliada. Mas, o deputado estadual eleito Galeno Torquato (PSD) estreante no Legislativo, declarou esta semana, em Mossoró, que ainda alimenta o desejo de disputar a Presidência do Legislativo. “Posso votar ou ser votado”, disse o parlamentar.

Com isso, a disputa para a presidência da Assembleia começa a se desenhar com o atual detentor do cargo de um lado e Galeno Torquato do outro. A tendência é favorável ao atual presidência, uma vez que ele recebeu sinalizações de apoios até mesmo de parlamentares que estão na base aliada do atual governador Robinson Faria, como o deputado José Dias (PSD).

Mesmo assim, o parlamentar estreante, Galeno Torquato, afirmou, nesta semana, que ainda não desistiu. Ele comentou que espera a orientação do governador.  “Nossa posição no que se refere à disputa está sendo trabalhada. O governador Robinson Faria (PSD) conhece bem e sabe como funciona a Assembleia Legislativa e as disputas em torno da presidência e demais cargos da mesa diretora. Robinson foi deputado estadual por 24 anos e presidente da Casa por oito anos. O processo está em andamento. A eleição vai acontecer no dia 1º de fevereiro”, comentou, Galeno Torquato. Ele disse que vai conversar com o governador sobre esse assunto nas próximas semanas. “Meu nome está à disposição tanto para votar quanto para ser votado e essa decisão será tomada em conjunto com o governador. Ele sabe e conhece os rumos que a Assembleia deve adotar, portanto, seguirei a orientação que nos for repassada”, afirmou o deputado eleito, em Mossoró.

Nos bastidores  das articulações, assessores próximos ao parlamentar do PSD apontam que é a partir do apoio do chefe do Executivo estadual que Galeno espera consolidar a candidatura.

O bloco de apoio do Governo conta hoje, oficialmente, com oito deputados: além de Galeno, Cristiane Dantas (PC do B), Fernando Mineiro (PT), José Dias (PSD), Disson Lisboa (PSD), José Adécio (DEM) e Gustavo Carvalho (PROS). Mas para a articulação do candidato surge um entrave: o racha no próprio grupo, já que José Dias declarou apoio à candidatura de Ricardo Motta.

Por outro lado, ele não é o único a almejar o cargo de presidente. Gustavo Carvalho, correligionário de Motta, conta com a proximidade do deputado federal Fábio Faria, filho do governador, e é partir disso que ele também busca construir sua candidatura a presidente da Assembleia. Já o deputado Álvaro Dias (PMDB) demonstra uma proximidade com o governador Robinson Faria e foca na estratégia de tentar ser candidato a presidente a partir do grupo do governador eleito.

Mesmo com as dificuldades nessas articulações, o grupo de Robinson Faria deve partir com apenas um candidato. A indefinição é saber quem será: Galeno Torquato, Álvaro Dias ou Gustavo Carvalho.

Como Ricardo Motta recebeu apoio de deputados da base aliada, ele também pode se consolidar como nome de consenso, se a base do governador não viabilizar um dos possíveis candidatos.

A eleição para Mesa Diretora da Assembleia  Legislativa será na primeira sessão da legislatura, no dia primeiro de fevereiro, um domingo. Os cargos da Mesa são eleitos separadamente, ou seja, não são chapas fechadas a disputarem os cargos.

No dia seguinte, dois de fevereiro, haverá a leitura anual da mensagem do governador à Assembleia Legislativa.

TN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*