Presidente de Câmara de Vereadores é preso em flagrante durante operação no RN

Caso aconteceu na manhã desta terça-feira (23) em Nova Cruz, na região Agreste potiguar. Operação “Dolly” apura esquema de clonagem e venda de carros. Vereador diz que foi enganado e negou envolvimento com crimes.

O presidente da Câmara de Vereadores de Nova Cruz, na região Agreste potiguar, foi preso na manhã desta terça-feira (23) durante uma operação que apurava um esquema de clonagem e comercialização de veículos de luxo adulterados. A Operação “Dolly” foi deflagrada pela Polícia Civil, com apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Investigado por receptação de carros de luxo com procedência criminosa, por preços bem abaixo do mercado, o vereador José Evaldo Barbosa, conhecido como “Valdo Salu”, foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo, no momento em que os policiais cumpriam mandados de busca, e foi levado à delegacia do município. Apesar disso, o parlamentar já foi liberado.

Em contato com o G1, o vereador Valdo Salu negou qualquer participação em crimes e considerou que, na verdade, foi vítima.

Segundo o parlamentar, um comerciante de Nova Cruz ofereceu um carro modelo Sorento a ele, cerca de 10 meses atrás. “Ele disse que o carro tinha débito. Eu ia pagar R$ 10 mil reais a ele e o carnê com o restante do pagamento”, disse. Porém, segundo o presidente da Câmara, o carnê nunca chegou. Ele ainda afirmou que não tinha amizade com o vendedor e que não desconfiava que o carro fosse clonado. “Passei nove meses com ele, viajei, fiz tudo. ‘Puxei’ na internet, na época, e não tinha nada sobre o carro”, diz. O veículo tinha sido repassado recentemente para o sobrinho do vereador.

Sobre a arma encontrada na sua casa, o parlamentar confirmou a posse e disse que comprou o equipamento depois que foi vítima de sequestro. “Quando os policiais chegaram eu mesmo disse onde ela estava”, pontuou.

A operação

Segundo os investigadores, o esquema de clonagem contava com a falsificação de documentos públicos que eram utilizados para esconder a origem ilícita dos automóveis, que foram roubados em diversos estados do país.

Os policiais cumpriram quatro mandados de busca e apreensão em diversos endereços na cidade, que foram expedidos pela 1° Vara da Comarca de Nova Cruz. Os mandados tiveram o parecer favorável do Ministério Público Estadual. Diversos materiais foram apreendidos pela Polícia.

O nome da Operação faz menção a ovelha “Dolly”, que ficou mundialmente conhecida como o primeiro clone animal da história, já que se trata de investigações acerca de clones de automóveis.

G1

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*