PROPOSTA PREVÊ RECURSOS PARA FORTALECIMENTO DO TURISMO NA RESERVA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PONTA DO TUBARÃO

MACAU – A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), por meio do Centro de Estudos e Pesquisas do Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do Semiárido (Cemad) e em parceria com a Comissão de Justiça e Paz (CJP), teve um projeto aprovado no Edital Costa Atlântica, da Fundação S.O.S. Mata Atlântica.
O projeto “Do Sertão ao Mar: Turismo de Base Comunitária na Ponta do Tubarão” foi o único do Rio Grande do Norte aprovado no edital que prevê recursos para o fortalecimento do turismo de base comunitária na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Ponta do Tubarão.
No Brasil foram selecionadas sete propostas que receberão R$ 300 mil, ao todo, para investimentos na proteção da biodiversidade e dos patrimônios naturais, históricos e culturais nas áreas litorâneas associadas à Mata Atlântica.
Na próxima quinta-feira, 15, o professor Rodrigo Guimarães de Carvalho, do Departamento de Gestão Ambiental da Uern, participará de uma reunião na sede da Fundação S.O.S. Mata Atlântica, em São Paulo. Também estará presente o coordenador do Grupo de Turismo na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Ponta do Tubarão, José Élio.
A Uern desenvolve várias parcerias para melhorar a gestão da RDS Ponta do Tubarão, fortalecendo a geração de renda local e garantindo a conservação dos ecossistemas.
A RDS Ponta do Tubarão foi criada por meio da Lei Estadual n° 8.349, de 18 de julho de 2003, nos municípios de Macau e Guamaré. Com quase 13 mil hectares de extensão, a RDS Ponta do Tubarão tem como objetivos resguardar o modo de vida tradicional, assegurar atividades baseadas em sistema sustentável de exploração de recursos naturais, estas desenvolvidas tradicionalmente ao longo de gerações e adaptadas às condições ecológicas locais e que desempenham papel fundamental na proteção da natureza e na manutenção da diversidade biológica.
Em termos de infraestrutura, a Unidade de Conservação dispõe de uma sede, o Ecoposto, localizado no Km 10 da RN-403, entre as comunidades de Barreiras e Diogo Lopes, no município de Macau. O Ecoposto é um conjunto de três prédios em uma mesma área, sendo uma sede administrativa, uma casa do pesquisador e uma casa para alojamento da Companhia Independente de Proteção Ambiental (Cipam).
No Ecoposto, que é de uso público e aberto à visitação, são realizadas visitas de escolas e instituições de ensino superior. Além disso, no Ecoposto, são realizadas as reuniões do Conselho Gestor e oficinas de educação ambiental.

O Mossoroense

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*