Com recursos para construção do Complexo de Proteção Social Especial, Guamaré apresenta experiência em Maceió

Voltar para Blog

Com recursos para construção do Complexo de Proteção Social Especial, Guamaré apresenta experiência em Maceió

Atendendo convite da Fundação ABRINQ, o Prefeito Adriano Diógenes, acompanhado da primeira-dama Manuella Jácome e da secretária municipal de Assistência Social, Juliana Câmara  participaram em Maceió do Seminário: “Conselhos Fortes, Direitos Assegurados: Caminhos para implementação dos ODS nas cidades”. O evento reuniu gestores de vários estados e foi promovido pela Fundação ABRINQ.

Durante o seminário, que aconteceu nessa quarta-feira, 16, e quinta-feira, 17, no Maceió Mar Hotel, o prefeito Adriano Diógenes esteve na mesa de debates compartilhando a prática do município na gestão do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA. Membro da Frente Parlamentar da Criança e da Adolescência na Câmara Municipal, o vereador Edinor Albuquerque foi convidado e participou do evento.

“A gestão municipal conta com um Conselho Municipal da Criança e do Adolescente atuante, que exerce seu papel de propositor da Política Municipal da Criança e do Adolescente. Associado a isso, temos políticas públicas bem articuladas, que trabalham com metas e resultados dentro de uma visão intersetorial”, acrescentou o prefeito Adriano Diógenes.

Parceria com o Santander

No último mês de setembro foi assinado pelo prefeito Adriano Diógenes, o termo que firma a parceira técnica e financeira para a execução de ações através da Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Programa de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto. O projeto recebe o aporte financeiro do Banco Santander.

Segundo revelou a Secretária Municipal de Assistência Social, Juliana Câmara, através dessa parceira, o município de Guamaré contará com recursos também para atualizar o Plano Municipal de Medidas Socioeducativas e construir a sede do Complexo Municipal de Proteção Social Especial.

FIA como fonte de financiamento

Utilizando recursos do Fundo Municipal da Infância e Adolescência, a iniciativa trabalha diretamente com adolescentes que cometeram atos infracionais. “O programa (Re)Nascer tem como objetivo promover a cidadania do adolescente que cumpre medida socioeducativa no município”, acrescentou João Valério Alves Neto, encarregado de assessorar as políticas municipais para crianças e adolescentes.

“O projeto arquitetônico do Complexo Municipal de Proteção Social Especial está pronto com aprovação do Conselho e dos técnicos da prefeitura. Enquanto isso, o (Re)Nascer funciona em uma sala do Creas – Centro de Referência Especializado de Assistência Social”, explicou João Valério.

Sobre o projeto

A primeira turma de jovens que cumprem medida socioeducativa em meio aberto foi apresentada em maio deste ano. Quando chega, o adolescente passa por uma avaliação multidisciplinar para levantar sua história. Os técnicos também visitam a residência da família e a partir das informações, desenvolvem o Plano Individual de Atendimento (PIA), com o qual fazem o acompanhamento da evolução pessoal e social do adolescente durante o cumprimento da medida.

O documento reproduz as metas e compromissos assumidos pelo adolescente e sua família. Ao final do período definido pela medida, o adolescente é colocado em contato com a Central da Cidadania, o órgão municipal responsável pela capacitação técnica e primeiro emprego. “Em novembro conseguiremos avaliar os resultados e ampliar a oferta de vagas de atendimento”, assegura a Secretária de Assistência Social, Juliana Câmara.

Compartilhe essa publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × um =

*

Voltar para Blog