Mais de 50 municípios do RN aderem “Mulher, Viver Sem Violência”

Voltar para Blog

Mais de 50 municípios do RN aderem “Mulher, Viver Sem Violência”

mulherO Estado do Rio Grande do Norte agora é parte da rede federal de apoio ao enfrentamento à violência contra a mulher. O pacto federativo foi assinado nesta manhã (07), pela Chefe do Executivo Potiguar, Rosalba Ciarlini e pela Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR), Eleonora Menicucci.

O pacto reafirma o compromisso do Estado em defender e lutar pelas políticas públicas direcionadas às mulheres, assegurar uma estrutura adequada de apoio e combater as mais diversas modalidades de violência. O termo de compromisso também contou com a assinatura do presidente do Tribunal de Justiça, Aderson Silvino, do Procurador Geral de Justiça do Estado, Rinaldo Reis, do Subdefensor Público, Felipe de Albuquerque Pereira e da representante da prefeitura de Natal, a secretária de Assistência Social, Ilzamar Pereira.

A participação do RN no Programa Federal visa à integração de ações estratégicas nos diversos serviços públicos voltados à classe feminina além prever a ampliação e adequação dos atendimentos especializados nos âmbitos da rede de saúde, justiça, socioassistencial, psicossocial e promoção da autonomia econômica. O suporte Federal para a execução das estratégias será feito por meio da doação de duas unidades móveis completas para acolhimento, apoio e liberdade das mulheres em situação de risco.

Os dois ônibus vão circular em áreas rurais e para dar amplo acesso à população feminina. As unidades móveis possuem duas salas de atendimento, netbooks com roteador e pontos de internet, impressoras multifuncionais, geradores de energia, condicionadores de ar, projetor externo para telão, toldo, 50 cadeiras, copa e banheiro.

No Rio Grande do Norte mais de 50 municípios aderiram ao Programa e ao longo dos próximos meses receberão a visita dos ônibus do Programa.

A Governadora Rosalba Ciarlini lembrou o papel da mulher na construção da sociedade. “Nós temos uma importância fundamental na sociedade, temos que conscientizar nossos filhos de que não existe mais a submissão feminina, não pode mais existir agressões físicas ou emocionais contra as mulheres, essa época já passou e ninguém mais pode aceitar isso. Nós temos um passado de orgulho e de protagonismo e vamos continuar escrevendo essa história de luta e de superação”.

Rosalba Ciarlini aproveitou para agradecer a presença dos prefeitos que aderiram ao pacto. “Fico satisfeita em ver todos esses prefeitos levantando essa bandeira e se comprometendo com a defesa e o apoio às mulheres do campo e também da cidade, estamos todos unidos em defesa da mulher”.

A Ministra Eleonora Menicucci apresentou os detalhes do Programa e exemplificou como serão executadas as ações. “Nós propomos um Programa que chegue a todos os lugares do Brasil, até mesmo às comunidades mais afastadas, claro que isso só será possível com a participação dos Governos Estaduais e Municipais, além das associações, dos movimentos e de toda a rede de apoio. Estou aqui hoje para entregar dois ônibus que vão dar o suporte necessário para que os casos de violência contra as mulheres não aconteçam mais, a nossa política será de tolerância zero”.

Segundo a Ministra, o Programa terá cinco as estratégias de ação: construção de 27 Casas da Mulher Brasileira; ampliação do teleatendimento da Central 180; ampliação e melhorias dos Núcleos de Atendimento às Mulheres nas Fronteiras; e criação de seis novos Núcleos de Atendimento às Mulheres nas Fronteiras.

Também participaram da solenidade os Secretários Estaduais da Justiça e da Cidadania, Julio César Queiroz; de Segurança Pública, Aldair da Rocha; de Trabalho Habitação e da Assistência Social, Shirley Targino; a Secretaria Nacional de Enfrentamento a Violência Contra a Mulher, Aparecida Gonçalves; a Secretária de Mulheres Trabalhadoras Rurais, Alessandra Luna; a Coordenadora das Políticas para as Mulheres, Carmosita Nóbrega; o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais, Benes Leocádio; a secretária de Mulheres da Fetarn, Antônia Dantas, e a deputada federal, Fátima Bezerra.

Da Agência RN.

Compartilhe essa publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =

*

Voltar para Blog